POUPANÇAS

O tema de hoje é o orçamento familiar e a ginástica mensal para chegarmos ao final do mês e nalguns casos conseguir o milagre da poupança.

Hoje em dia com salários baixos, muitas famílias para fazer face às despesas contraíram dívidas que se tornam difíceis de controlar ou de liquidar.

Por isso deixo-vos as 5 dicas para ajudar a controlar o orçamento familiar.

Controlar as despesas:

É importante saber mensalmente as despesas que tem e a que categorias pertencem, ou seja, além de saber o valor saber se são despesas fixas, variáveis ou supérfluas.

Passe todas essas informações para uma folha de Excel (num quadro simples criar cada categoria e valor e fazer uma folha por mês), manter sempre este mapa actualizado, permitindo saber quanto gasta e onde.

Após a análise cuidada, mensalmente poderão ser corrigidos hábitos que estão prejudicar as finanças e com isto eliminar o que não faz falta e permitir a poupança.

Liste todas as dívidas:

É fundamental saber quais são as dívidas que tem, qual o valor total e prazos de pagamentos, liste tudo no mapa para ter controlo.

Re-negociar a dívida:

Os mapas vão ajudar muito, se conseguiu fazer poupança agora é hora de pensar como vai usá-la.

Para renegociar as dívidas comece por aquela que tem a maior taxa de juro, normalmente são dívidas de cartão de crédito, ou dívidas de empréstimo pessoal.

Tendo em mente o valor que poupa sabe quanto a mais pode pagar. Dirija-se ao credor e negoceie ou a taxa de juro ou a mensalidade.

Veja-se livre das dívidas com taxa de juro mais alta:

Se tiver possibilidade de fazer uma dívida de juros mais baixos, para pagar a dívida de juros mais altos, não pense duas vezes, faça!

Viu-se livre da dívida de juros mais altos, no final poupou.

Crie o hábito de poupar:

Mensalmente controle as suas despesas, torne isso num hábito, vai permite-lhe saber como anda o seu orçamento familiar, vai estimulá-la a poupar e vai maximizar a sua poupança.

Quando pensar em comprar, pense tantas vezes consoante o dinheiro que tem que gastar para comprar, ou seja, quanto mais dinheiro tiver que gastar mais vezes tem que pensar antes de comprar, isto vai permitir-lhe não fazer compras por impulso o que nunca é uma escolha acertada.

Tente nunca fazer compras ao supermercado com fome, eu normalmente antes de entrar no hipermercado passo por um café, principalmente quando vou antes de alguma refeição.

Não faça ” compras para o mês”,

há estudos que defendem que com fome compramos mais e que nas compras do mês gastamos mais do que gastaríamos se as fizermos semanalmente.

Espero que consiga fazer poupanças e que estas dicas possam ser úteis para melhorar as condições do seu orçamento mensal.

Desejo muitas e boas poupanças.

 

 

Alexandra Catarino
Autor

Office Manager numa empresa de biotecnologia, engenheira química de formação, contabilista da casa e uma mãe galinha mas ternurenta! Assim me apresento neste meu blogue, onde vou partilhar com vocês as dicas e regras que sigo para manter o meu UNIVERSO COR-DE-ROSA

Comente Este Artigo

two × two =